Junta-te a nós no Facebook. Rumo aos 20.000 fãs! Estamos à tua espera. Clica aqui

25/02/2011

Godinho Lopes anuncia candidatura ao Sporting na segunda-feira

Godinho Lopes vai anunciar na segunda-feira, às 18h30, a candidatura à presidência do Sporting, cujas eleições estão marcadas para 26 de Março.
O empresário, que foi vice-presidente do Sporting durante a presidência de Dias da Cunha, vai assim juntar-se às candidaturas anunciadas de Dias Ferreira, Zeferino Boal e Bruno de Carvalho.

Nascido em Moçambique em 1952, o sócio número 26.547 do Sporting é um empresário na área do imobiliário e turismo e, além da vice-presidência no clube, exerceu ainda durante a direcção de Dias da Cunha as funções de presidente da Estádio José Alvalade, sociedade responsável pela construção do novo estádio e do complexo Alvalade XXI.

Pedro Silva defende continuidade de Paulo Sérgio

Pedro Silva, numa entrevista concedida a Bola Branca, defende a continuidade do treinador que o dispensou, no início da temporada e o fez ser cedido ao Portimonense.

Pedro Silva, jogador dispensado por Paulo Sérgio no início da época, defende a continuidade do treinador no Sporting.

O defesa brasileiro, que joga por empréstimo no Portimonense, foi convidado por Bola Branca a analisar o momento da equipa leonina e a situação do treinador que permanece no cargo, apesar do adeus à Liga Europa.

Ora, no entendimento de Pedro Silva, uma mudança realizada no comando técnico da equipa, nesta altura, pouco resolveria.

"Acho que fazer sair o treinador agora não seria bom. Trazer um treinador novo, adoptar uma nova filosofia, não seria bom. O que tem que se fazer é levantar a cabeça", começa por dizer.

Pedro Silva foi dispensado por Paulo Sérgio no último Verão e ficou surpreendido com a decisão, já que acha que poderia ter sido útil à equipa leonina.

"Infelizmente, não fiquei nas opções do Paulo Sérgio e fiquei um pouco surpreendido. Mas o treinador escolheu o grupo e só tenho que respeitar a decisão, embora quisesse ajudar", prossegue.

Pedro Silva jogou três anos em Alvalade, e não deixa de manifestar tristeza pelo actual momento do Sporting.

"Estive lá três épocas e sei que é difícil. Fico triste, mas há muitas pessoas que podem dar a volta a isso, conclui.

Octávio Machado critica Sporting, um clube de "modelos"

Octávio Machado, ex-treinador do Sporting, lembra que por muito menos renunciou ao cargo de treinador do Sporting, quando comandava a equipa leonina em 1997/98.

Numa entrevista a Bola Branca, Octávio Machado sublinha que, nesta altura, Paulo Sérgio é um treinador com o lugar demasiado fragilizado. Em primeiro lugar, pela demissão do presidente, depois, com a chegada de José Couceiro e, logo de seguida, com a saída de Costinha.

"Há uma coisa que há muito tempo se nota. As saídas do presidente e do Costinha deixaram o Paulo Sérgio muito sozinho. A entrada de Couceiro não foi percebida por vários sectores e depois dessa entrada, as coisas fragilizaram-se ainda mais. Nesta fase, ter os jogadores com ele não é tudo. Ao Paulo Sérgio faltam opções, solidez e, quando assim é, o trabalho de qualquer treinador é sempre complicado", começa por analisar.

"Por muito menos, abdiquei, mas hoje considero que deveria ter continuidade, porque o Sporting só escolhe modelos. Só há gente que se veste bem e que escolhe bons carros", acusa.

De resto, Octávio Machado defende que, já que Paulo Sérgio continua no cargo, José Couceiro deveria esclarecer publicamente que não é candidato ao cargo de treinador.

"As competências não foram especificadas, mas colidiam com a posição do Costinha. Com todo o respeito, ele deveria clarificar porque aparece o nome dele para substituir o treinador", apela

Inquérito a 5 detidos no Sporting-Benfica


Estão acusados de incentivo à violência, desobediência qualificada e ofensas à integridade física na forma agravada


O Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa abriu um inquérito aos cinco detidos no jogo Sporting-Benfica de segunda-feira, da 20.ª jornada da Liga de futebol, informou esta quinta-feira o organismo do Ministério Público.

Os cinco arguidos, indiciados de incentivo à violência, desobediência qualificada e ofensas à integridade física na forma agravada, foram presentes ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa na parte da tarde de terça-feira, após o qual foram libertados com termo de identidade e residência.

«Informa-se que há processo pendente no DIAP, mas não se registaram detenções», esclarece nota do DIAP em resposta a questão colocada pela agência Lusa.

A PSP deteve cinco pessoas na sequência dos incidentes registados antes e durante a recepção do Sporting ao Benfica, que terminou com a vitória da equipa benfiquista, por 2-0.

Os detidos passaram a madrugada de terça-feira em instalações da PSP, antes de serem encaminhados para o Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, no Campus de Justiça.

Os incidentes, verificados fora e dentro do estádio José Alvalade, provocaram ferimentos em seis agentes da força de segurança.

Na segunda-feira, o subintendente Costa Ramos confirmou a detenção no exterior do estádio de «dois indivíduos identificados como adeptos do Benfica» e no interior de «três como adeptos do Sporting».

«Para a detenção dos adeptos do Benfica foram feitos sete disparos de shotgun com balas de borracha, uma vez que os agentes foram rodeados por 30 ou 40 indivíduos, que lançaram petardos», disse o responsável pelo dispositivo de segurança do jogo, considerado de alto risco.

Costa Ramos acrescentou que a Polícia «teve de fazer uma intervenção na bancada [do topo Sul, onde se concentram habitualmente adeptos do Sporting], devido ao arremesso de tochas», durante a primeira parte.

«Os adeptos reagiram mal à tentativa de detenção, agrediram elementos policiais e tivemos de carregar. Registaram-se seis feridos entre os agentes, dos quais um teve de receber tratamento hospitalar e outros em ambulatório, no estádio», salientou, notando que os agentes foram alvo de arremesso de cadeiras e outros objectos, nomeadamente paus de bandeiras

24/02/2011

Derby: DIAP abre inquérito a cinco detidos


Violência no Sporting-Benfica dá que falar


O Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa abriu um inquérito aos cinco detidos no jogo Sporting-Benfica de segunda-feira, da 20.ª jornada da Liga de futebol, informou esta quinta-feira o organismo do Ministério Público.

Os cinco arguidos, indiciados de incentivo à violência, desobediência qualificada e ofensas à integridade física na forma agravada, foram presentes ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa na parte da tarde de terça-feira, após o qual foram libertados com termo de identidade e residência.

Zapater: «Nem sempre remámos para o mesmo lado»


Zapater, médio do Sporting, comenta a eliminação da Liga Europa, após o empate desta quinta-feira com o Rangers, em Alvalade, na segunda mão dos 16 avos-de-final:

«Este jogo foi o resumo do que tem acontecido ao longo da época. Penso que só nós quisemos ganhar, merecíamos ganhar, fomos à procura da baliza deles e ainda não acredito no que aconteceu, porque o futebol não foi justo connosco. E não é justo para o Sporting, para jogadores, equipa técnica, adeptos... não é justo.»

[Sporting perdeu por culpa própria] «Desde que aqui cheguei isto aconteceu muitas vezes. Penso que fizemos todos os possíveis para vencer. Quando estamos à procura de uma boa dinâmica, de um bom resultado, acontece sempre algo que nos deixa mal, tristes, porque somos pessoas e penso que tudo isto aconteceu durante o ano. Em todas as equipas onde estive, sempre defendi que é preciso remar para o mesmo lado e às vezes isso não passou aqui. Mas o futebol é assim, num metro, num minuto, tudo muda.»

[Com vão reagir a esta fase] «Todos juntos, é assim que temos de estar. Pensar no dia-a-dia, pensar em recuperar bem, em voltar amanhã [sexta-feira] à Academia e trabalhar e ter a consciência tranquila. Eu sei que é difícil para um adepto ouvir o Zapater dizer que não temos de pensar amanhã, pois não está a ser um ano fácil para ninguém. Queríamos ganhar, só nos quisemos ganhar e eles tiveram um prémio que não mereciam.»

[Críticas ao treinador] «Em toda a minha carreira sempre me abstrai do que se passa à volta da equipa, do que se fala e escreve. Estou num clube que faz tudo por fazer bem as coisas, somos um grupo incrível e estamos juntos, todos os jogadores, com o corpo técnico e sei que não é fácil dizer a um adepto que fazemos tudo e que acreditamos em nós. Um golo no final mudou tudo e é assim, os resultados fazem com que hoje [quinta-feira] não durma, porque vou pensar nessa jogada e não foi justo, como tantas vezes o futebol não foi justo para nós.»

João Pereira: «Estamos a pagar erros cometidos ao longo da época»


João Pereira, lateral do Sporting, comenta a eliminação da Liga Europa, após o empate desta quinta-feira com o Rangers, em Alvalade, na segunda mão dos 16 avos-de-final:

«Não há explicações. Conseguimos fazer o mais complicado, depois de estar a perder 0-1, conseguimos até realizar um bom jogo, criámos boas oportunidades e conseguimos até o mais difícil que foi segurar a vantagem e a dois minutos do fim sofremos um golo, mais um erro nosso, estamos fartos de cometer erros, não foi só neste jogo e a culpa é nossa. São coisas que acontecem no futebol, não deveriam acontecer, agora não há nada a fazer, os erros pagam-se caros e estamos a pagar pelos erros cometidos ao longo da época.»

[Começar do zero?] «Não se começa do zero, temos o terceiro lugar do campeonato para segurar, temos de ser realistas, é a isso que nos temos de agarrar e depois temos a meia-final da Taça da Liga com o Benfica, que é a nossa última grande oportunidade. Temos de ser realistas.»

[Problemas resolvem-se com a saída do treinador?] «Claro que não. Numa fase destas da época, já muito adiantada, a culpa não é só do treinador, não vamos culpar apenas uma pessoa. Somos uma equipa, 26 jogadores, mais técnicos, departamento médico, toda a gente, somos o Sporting e temos de reconhecer a nossa culpa.»

[O que foram dizer alguns elementos da SAD ao balneário?] «Nada, não vi ninguém lá.»

[Se a crise directiva afecta] «A mim não afecta e acho que à maior parte dos meus colegas também não. Vamos para dentro de campo fazer aquilo que mais gostamos e, de facto, as coisas não têm corrido bem. Quando se ganha há confiança e quando não se ganha a confiança diminui e é o que se tem passado connosco. Fizemos o mais difícil que foi estar a ganhar 2-1 e depois cometemos um erro infantil. Não vamos pôr a culpa na Direcção, não são eles que vão para dentro de campo, somos nós.»

[O que gostaria de dizer aos adeptos] «Mais uma vez estiveram muitos aqui presentes para nos apoiar depois das desilusões que já lhes demos, as coisas não estão fáceis, mas também não pensem que vamos para casa contentes e que vamos estar com as nossas mulheres, namoradas e família todos contentes, porque é mentira. Somos os primeiros a sentir que as coisas não estão bem.»

[Sentem-se isolados?] «Isolados porquê? Mesmo quando há Direcção, quem está no campo ao longo da semana para treinar são os jogadores e os treinadores, a Direcção não tem lá nada a fazer, é para dirigir e eu não posso culpar a Direcção pelo que está a acontecer.»

[Se Paulo Sérgio deve sair] «Nesta altura não vale a pena trocar de treinador, mas eu não sou a pessoa mais indicada para falar disso.»

P. Sérgio: «Demitir-me? Já perguntaram mil vezes»


O treinador do Sporting, Paulo Sérgio, em declarações após o jogo com o Rangers da segunda mão dos 16avos-de-final da Liga Europa, que terminou com a eliminação dos leões:

Motivado para continuar no Sporting?

«A tarefa não é fácil, mas estou sempre pronto para trabalhar e ajudar o Sporting.»

João Pereira disse que mudar de treinador não é solução, crê que os jogadores estão consigo?

«Os jogadores têm estado comigo. E não só os jogadores.. Se a solução for mudar o treinador, a decisão terá de passar pela SAD. Sou o rosto daquilo que de mal tem passado o clube, mas a haver intenção disso tem de ser a SAD a decidir. Demitir-me? Já me fizeram essa pergunta dez mil vezes e já a respondi.»

Paulo Sérgio: «Não vou entrar em lamechices...»

Paulo Sérgio não 'vê' o jogo com o Rangers como decisivo para a sua continuidade no Sporting. O treinador leonino pretende que a sua equipa entre determinada em conseguir o resultado que lhe permita seguir para os oitavos de final da Liga Europa. Polga, ao lado do técnico, rejeita «fantasmas...»
Paulo Sérgio não 'vê' o jogo com o Rangers como decisivo para a sua continuidade no Sporting. O treinador leonino pretende que a sua equipa entre determinada em conseguir o resultado que lhe permita seguir para os oitavos-de-final da Liga Europa.

«Dispensamos a ideia de estarem a tentar colocar neste jogo qualquer carga dramática, que possa inibir ou retirar clarividência para aquilo que sabemos que temos de fazer neste jogo», referiu Paulo Sérgio, na abordagem ao jogo com os escoceses.

«Sabemos das dificuldades que vamos encontrar, pois contrariamente ao que disseram depois do jogo em Glasgow, quando fazemos coisas boas não é só por demérito do adversário... Estamos mais coesos que nunca, sabemos das dificuldades que vamos encontrar e aquelas que também temos encontrado. Mas não vou entrar em lamechices, nem estar a desculpar-me», considerou.

«Ninguém pode apontar o grupo de não correr e de não trabalhar. Só nos podem acusar da falta dos resultados que gostaríamos de oferecer aos sportinguistas», apontou o técnico leonino.

Ao lado de Paulo Sérgio esteve o capitão Polga. «Depois de um resultado positivo fora de casa, vamos entrar para este jogo com toda a determinação, sem medos, nem fantasmas», disse o defesa brasileiro, para quem as criticas ao treinador «não afectam...»

Augusto Inácio: «Sporting pode escolher entre a mudança e a continuidade»

Augusto Inácio foi apresentado, pelo candidato Bruno de Carvalho, como futuro vice-presidente para o futebol do Sporting. O treinador campeão nacional pelos leões defendeu que chegou o momento de os adeptos e sócios escolherem entre a «mudança e a continuidade...» E quer «uma equipa a lutar pelo título», em Alvalade.

«Estou convencido que Bruno de Carvalho irá vencer as eleições e que nunca serei o treinador do Sporting», afirmou Inácio na hora de ser apresentado como 'vice' do candidato às eleições em Alvalade.

«O Sporting tem a oportunidade de escolher entre a mudança e a continuidade», salientou o ex-técnico do Leixões.

«Quero o Sporting a lutar pelo título em termos iguais. Aquilo que aconteceu foram muitos falhanços e muito dinheiro desperdiçado. Quando fui campeão, em 99/00, não tinha o melhor plantel, mas acabámos por ser campeões. Queremos gastar melhor para ter um plantel melhor, mesmo que não tenhamos uma equipa como dos outros», considerou.

Inácio, durante a cerimónia, ofereceu ao candidato uns calções de quando foi campeão nos leões.

Sporting: Couceiro 'espreita' sessão 'atrasada'; Evaldo de volta

O Sporting iniciou o treino desta quarta-feira, na Academia (o último antes do jogo com o Glasgow Rangers, para a Liga Europa), uma hora e cinco minutos depois do horário previsto. A sessão estava agendada para as 15.30 horas, em Alcochete. Director geral, José Couceiro, viu 'de fora'. Evaldo regressou aos convocados, enquanto que Carriço ficou de fora.
O Sporting iniciou o treino desta quarta-feira, na Academia (o último antes do jogo com o Rangers, para a liga Europa), uma hora e cinco minutos depois da hora prevista.

A sessão estava agendada para as 15.30 horas, na Academia.

Paulo Sérgio juntou o grupo no centro do campo, antes de dar início aos trabalhos.

De fora ficaram Izmailov, Valdés e Daniel Carriço, baixas certas para este segundo jogo com a equipa escocesa.

A assistir ao treino estiveram o director geral José Couceiro e Francisco Louro, administrador da SAD, juntamente com os dois responsáveis do departamento médico, Gomes Pereira e Virgílio Abreu.

Entretanto, o regresso de Evaldo e a ausência de Carriço são as notas de destaque nos convocados do Sporting. O defesa ex-Braga regressa à lista após ter cumprido castigo no jogo com o Benfica, enquanto que o capitão leonino fica de fora desta partida devido a lesão, mas também por castigo.

Quem também não entra nas contas do técnico Paulo Sérgio são os lesionados Izmailov e Valdés, enquanto Hildebrand, Tales e Cedric não foram chamados por opção.

18/02/2011

Liga Europa: Rangers-Sporting, 1-1 (crónica)

Matías faz cumprir a promessa de Paulo Sérgio

Um golo de Matías, a um minuto do fim, cumpriu a promessa de Paulo Sérgio. O Sporting marcou na Escócia e arrancou um empate precioso para a decisão da eliminatória, em Alvalade.

Ainda não foi desta que uma equipa portuguesa venceu no Ibrox, mas o resultado não deixa de ser positivo.

Pacto de não-agressão

Tirando um remate cruzado de Postiga, que saiu ligeiramente ao lado (21m), a primeira meia-hora pouco ou nada ofereceu. O Sporting recorreu demasiadas vezes ao futebol directo, nesse período, e a equipa da casa apareceu surpreendentemente apática, contrariando a tradição de entrar no jogo a todo o gás.

Mesmo sem grande requinte técnico, os últimos quinze minutos da etapa inicial trouxeram emoção. Lances de perigo junto de ambas as balizas, com ligeiro ascendente do Sporting. Yannick apareceu na cara do guarda-redes a um minuto do descanso, mas McGregor fez a mancha para evitar o golo. Lafferty e Whittaker assumiam-se como os elementos mais perigosos da equipa escocesa, com o primeiro a atirar duas vezes por cima da barra da baliza de Rui Patrício (33 e 45m).

Aquela alma britânica, antes da promessa cumprida

A segunda parte foi bem diferente, com a equipa da casa a mostrar muito mais alma. Não fosse uma boa intervenção de Patrício, a compensar um erro de Polga, e Whittaker podia ter inaugurado o marcador logo ao segundo minuto. Pouco depois foi Carriço a distrair-se, permitindo que Lafferty aparecesse isolado, mas o ponta de lança dos Rangers voltou a mostrar-se perdulário.

Acabou por ser um velho conhecido a marcar, ao minuto 67. Whittaker, que já tinha festejado em Alvalade (2008), bateu Rui Patrício uma vez mais. Só então o Sporting reagiu, e ainda assim de forma pouco convicta. Foi preciso esperar pelo minuto 80 para ver Pedro Mendes fazer o primeiro remate direccionado à baliza escocesa, no segundo tempo. O lance até parecia de fácil resolução, mas McGregor largou a bola, sem que Postiga conseguisse aproveitar a recarga.

Cristiano, estreante a titular, foi o primeiro a sair, sem justificar a aposta do técnico. Pouco depois entrou Matías Fernández. Faltava um minuto para os noventa quando o chileno apareceu na zona de penalty a corresponder a um cruzamento de João Pereira, e com um cabeceamento colocado fez o empate. Lafferty ainda teve duas ocasiões para marcar, mas Rui Patrício segurou a vantagem leonina na eliminatória.

Postiga: «Empate ajusta-se»

Rangers-Sporting, 1-1

Hélder Postiga, avançado do Sporting, em declarações à Sport TV, analisa o empate do Sporting em Glasgow, frente aos Rangers (1-1), na primeira mão dos dezasseis-avos da Liga Europa:


«O empate ajusta-se ao que as equipas fizeram. Na primeira parte estivemos muito bem. Podíamos ter feito um golo, e o jogo teria sido diferente. Mas há que ficar contente com este resultado.»

[sobre as diferenças entre a primeira e a segunda parte] «Do outro lado estava uma equipa forte no jogo aéreo, e foi assim que chegaram ao golo. Empurraram-nos para a área. Em Lisboa vamos conseguir um resultado positivo.»

[este resultado dá moral para o derby?] «O Sporting entra em todos os campos para vencer. É mais um jogo, e ainda por cima em Alvalade.»

Pedro Mendes regressou a Ibrox: «Foi especial»

Rangers-Sporting, 1-1

Pedro Mendes, médio do Sporting, em declarações à Sport TV, analisa o empate do Sporting no reduto do Rangers (1-1), clube que representou durante um ano e meio:

[sobre o regresso a Glasgow] «Foi muito bom. Passei aqui um ano e meio muito bom. Fui muito bem tratado aqui. Foi especial voltar. Sinto muito carinho por esta gente.»

[o empate é um bom resultado?] «Queríamos mais, mas temos de dar mérito ao adversário. Empurraram-nos para a defesa na segunda parte. Não estávamos a acompanhar bem pelas laterais. Depois do golo sofrido começámos a assumir o jogo, e acabámos por marcar, que foi bom para nós.»

[perspectivando a segunda mão] «Eles vão encarar o jogo de maneira diferente. Já tivemos oportunidade de ver os jogos deles fora de casa, na Liga dos Campeões.»

[sobre os efeitos deste resultado no derby] «São competições diferentes. Um derby é sempre um derby. A moral para nunca está condicionada por outros jogos.»

Sporting: Carriço falha recepção aos Rangers

Capitão leonino viu amarelo em Glasgow

Daniel Carriço vai falhar a recepção aos Rangers, na segunda mão dos dezasseis-avos da Liga Europa. O capitão leonino viu um cartão amarelo em Glasgow, que o afasta do encontro de Alvalade, marcado para 24 de Fevereiro.

João Pereira, Polga e Postiga também estavam em risco de exclusão, mas não foram admoestados na Escócia.

Recapturado autor do disparo mortal do «very-light»

Hugo Inácio estava a monte há mais de dez anos

A PSP recapturou nesta quinta-feira, em Sintra, o condenado autor do disparo mortal do «very-light», que, em 1996, na final da Taça de Portugal, matou um adepto do Sporting.

Hugo Inácio estava a monte há mais de dez anos, depois de ter aproveitado uma visita precária em meados de 2000 para escapar da prisão do Linhó, em Sintra. Foi recapturado «na área de intervenção da PSP, em Sintra», disse fonte oficial da Polícia de Segurança Pública à agência Lusa.

A 18 de Maio de 1996, Hugo Inácio, que então fazia parte da claque do Benfica «No Name Boys», actualmente não reconhecida pelo clube encarnado, foi considerado pela Justiça o autor do disparo que causou a morte ao adepto leonino Rui Mendes, de 36 anos. Foi condenado a quatro anos de prisão por negligência grosseira, sentença que não se alterou após repetição do julgamento em Janeiro de 1998.

17/02/2011

Cadete tranquiliza 'leão' e fala em "ambiente de festa" em Glasgow

O Sporting inicia, esta quinta-feira, o trajecto rumo aos oitavos-de-final da Liga Europa, ao defrontar o Rangers, em Glasgow, no encontro que marca a 1ª Mão dos 16 Avos-de-Final da prova.

Em pleno epicentro de uma crise desportiva e directiva, o Sporting regressa à Liga Europa para defrontar um adversário cujo país acalenta más memórias. O "leão" nunca venceu em jogos realizados na Escócia.

Pela frente vai estar uma equipa que joga num estádio, o Ibrox Stadium, onde o ambiente é único. Os "Gers" são de uma cidade, Glasgow, onde se respira futebol devido à rivalidade entre o Rangers e o Celtic.

No Celtic jogou precisamente Jorge Cadete, o avançado que fez carreira no Sporting e que, em declarações a Bola Branca, fala de um ambiente fantástico no estádio que vai receber a partida, que motiva a equipa da casa mas também poderá ser benéfico para a equipa visitante.

"É um ambiente muito barulhento mas que não se torna num ambiente hostil. É um ambiente de festa do futebol e sentia isso na altura em que vivia esses jogos. É um ambiente que não deixa o adversário com medo de estar em campo e até tem um efeito de entusiasmo para demonstrar o valor colectivo e individual de uma equipa", considera.

Como sportinguista, o antigo ponta-de-lança internacional português acredita na qualificação da equipa orientada por Paulo Sérgio mas determina que esta eliminatória da Liga Europa poderá "salvar a época" em Alvalade.

"Espero e desejo que o Sporting consiga passar o Rangers, porque sou sportinguista e é uma equipa portuguesa a jogar contra uma estrangeira. É um jogo importante para definir a eliminatória e, em virtude da época interna, que está a ser má, é fundamental para o Sporting salvar a época", atira.

16/02/2011

Sporting pode utilizar três centrais em Glasgow

Paulo Sérgio pode mudar o sistema táctico da equipa para defrontar o Rangers, em partida do dezasseis avos da Liga Europa.
O treinador do Sporting não deve abrir o jogo na conferência de imprensa de antevisão ao jogo de amanhã.

Apesar disso, é crível que o modelo de 3 centrais possa ser usado por Paulo Sérgio.

O Rangers-Sporting está marcado para amanhã às 20h05.

Sporting toma posição sobre relatório de Olegário Benquerença

José Couceiro falou na Escócia sobre o que escreveu o árbitro de Leiria, no relatório que este fez após o jogo entre Olhanense e Sporting. Couceiro fala em imprecisões sobre o que disse Paulo Sérgio a Olegário Benquerença.
O Sporting está na Escócia para defrontar o Glasgow Rangers, em partida da 1º mão dos 16 avos da Liga Europa.
Apesar disso, a competições nacionais merecem a atenção dos dirigentes leoninos.

José Couceiro falou a Bola Branca, sobre o conteúdo do relatório de Olegário Benquerença, que expulsou Paulo Sérgio no último jogo do Sporting realizado em Olhão, e que impede o treinador dos "leões" de sentar no banco de suplentes no embate com o Benfica da próxima segunda-feira.

Couceiro fala em situações que não ocorreram e que constam do árbitro leiriense.

Artur Soares Dias arbitra 'derby' entre Sporting e Benfica

O juiz da AF Porto, de 31 anos, foi o escolhido pela CA da LPFP para dirigir o "jogo-grande" da Jornada 20 da Liga Zon Sagres, marcado para as 20h15 de segunda-feira. Soares Dias estreia-se em derbys lisboetas entre "leões" e "águias".

A Comissão de Arbitragem (CA) da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) nomeou Artur Soares Dias (AF Porto) para dirigir o derby entre Sporting e Benfica, que marca a 20ª Jornada da Liga Zon Sagres.

O juiz internacional, de 31 anos, é director de Recursos Humanos e este será o primeiro "clássico" entre "leões" e "águias" que irá dirigir na sua carreira.

Soares Dias, que iniciou a sua actividade na arbitragem na época de 1996/97, já dirigiu, na presente temporada, três encontros do Sporting e um do Benfica.

O saldo dos "verde-e-brancos" com Soares Dias é positivo, tendo a equipa de Paulo Sérgio saído derrotada diante do Paços de Ferreira (1-0) mas vitoriosa das deslocações aos terrenos de Académica (1-2) e Marítimo (0-3), em jogos da Liga Zon Sagres.

Quanto ao Benfica, o árbitro da AF Porto dirigiu o triunfo caseiro sobre o Olhanense (3-2), a contar para a Taça da Liga.

Em Alvalade, Soares Dias será auxiliado por Bertino Miranda (AF Porto) e Rui Licínio (AF Porto).

Recorde-se que o encontro entre FC Porto e Nacional, desta jornada, foi antecipado e já se realizou no passado dia 26 de Janeiro. Os "dragões" venceram os madeirenses (3-0), o que lhes permitirá assistir com tranquilidade ao derby de Lisboa.


Liga Zon Sagres
20ª Jornada

Quarta-feira, 26 de Janeiro de 2011
FC Porto 3-0 Nacional
Sexta-feira, 18 de Fevereiro de 2011
20h15
U. Leiria-Vit. Guimarães, Elmano Santos (Funchal)
Sábado, 19 de Fevereiro de 2011
19h15
Portimonense-Olhanense, Hugo Miguel (Lisboa)
Domingo, 20 de Fevereiro de 2011
16h
Académica-Rio Ave, João Capela (Lisboa)
Vit. Setúbal-Naval 1º de Maio, Marco Ferreira (Funchal)
18h
Marítimo-Beira-Mar, Jorge Sousa (Porto)
20h15
Sp. Braga-Paços de Ferreira, André Gralha (Santarém)
Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2011
20h15
Sporting-Benfica, Artur Soares Dias (Porto)


Liga Orangina
18ª Jornada

Sábado, 19 de Fevereiro de 2011
17h
Estoril-Oliveirense, Carlos Xistra (Castelo Branco)
Domingo, 20 de Fevereiro de 2011
11h15
Desp. Aves-Moreirense, Vasco Santos (Porto)
15h
Freamunde-Sp. Covilhã, Jorge Ferreira (Braga)
Leixões-Gil Vicente, João Ferreira (Setúbal)
15h30
Arouca-Belenenses, Rui Costa (Porto)
16h
Trofense-Varzim, Rui Silva (Vila Real)
Fátima-Penafiel, Diogo Santos (Aveiro)
17h
Sta. Clara-Feirense, Cosme Machado (Braga)

Walter Smith vê "boa equipa" num Sporting em crise

O Rangers-Sporting, da 1ª Mão dos 16 Avos-de-Final da Liga Europa, está agendado para quinta-feira, no Ibrox Stadium, em Glasgow, a partir das 20h05.

Walter Smith sabe que o Sporting não está a atravessar um bom momento na Liga Portuguesa mas, mesmo assim, revela que o Rangers será cauteloso diante dos "leões", amanhã, na 1ª Mão dos 16 Avos-de-Final da Liga Europa.

O técnico dos campeões escoceses reconhece que o Sporting poderá vir a ressentir-se da perda de Liedson mas que a sua equipa não irá assumir esta eliminatória com excesso de confiança.

"Sabemos que eles não estão bem internamente, mas na Europa têm uma oportunidade de fazer qualquer coisa. São uma boa equipa e temos de trabalhar muito para seguir em frente. Queremos fazer bem em todos os jogos que participamos", afirmou Smith, esta quarta-feira, na antevisão à recepção ao Sporting.

Já Steven Whittaker, defesa dos "Gers", alinhou pelo mesmo discurso do seu treinador, pedindo à equipa para revelar concentração máxima diante dos comandados de Paulo Sérgio.

"É muito importante jogar bem em casa e principalmente não sofrer golos. Não sei muito do Sporting neste momento, mas sei que para ganharmos temos de dar o melhor", salientou.

15/02/2011

Sporting: Dias Ferreira 'não assusta' candidatos e 'quase' candidatos

Depois do fim do 'tabu' por parte de Dias Ferreira, Bola Branca foi tentar perceber como reagem ao anúncio os que (já) entraram na 'corrida' à liderança do clube de Alvalade e os que podem ainda vir a entrar. Ouça, aqui, Bruno de Carvalho ou Zeferino Boal. Eleições estão marcadas para o dia 26 de Março.

O anúncio da candidatura de Dias Ferreira à presidência do Sporting não altera os planos de quem já assumiu que vai apresentar-se a votos, como é o caso de Bruno de Carvalho, nem de quem planeia apresentar uma candidatura, como acontece com os grupos de sócios liderados por Zeferino Boal e Nuno Fernandes Thomaz, respectivamente.

Nuno Fernandes Thomaz, gestor de 42 anos, é um antigo secretário de Estado dos Assuntos do Mar. Nuno Fernandes Thomaz não se vai apresentar como candidato à presidência mas um grupo, do qual faz parte, tenciona nas próxima semanas apresentar uma lista às eleições de 26 de Março.

Em declarações a Bola Branca, Thomaz considera que nomes como Dias Ferreira, que ontem avançou, e Godinho Lopes, que está perto de oficializar a candidatura, fazem parte do passado recente do clube pelo que no seu entender não resolvem os problemas do Sporting.

Já Bruno de Carvalho, o primeiro candidato assumido, vê com bons olhos a entrada de Dias Ferreira na campanha, mas continua a acreditar que o Sporting precisa de um novo rumo, com caras novas.

Carvalho espera que nos próximos dias se definam mais candidaturas, para que o debate seja mais amplo.

E Zeferino Boal mantém a intenção de lançar, amanhã de forma pública, um movimento que pode resultar numa candidatura e não é o aparecimento de Dias Ferreira que vai alterar o que está projectado. Boal continua a acreditar que é preciso avançar para novos projectos e pessoas para liderar o clube leonino.

Entretanto, Godinho Lopes prepara-se para avançar com uma lista que reúne várias sensibilidades do Sporting. O anúncio deverá acontecer depois do jogo com o Benfica, na próxima segunda-feira, em Alvalade.

Dias Ferreira acaba com 'tabu': «Sou candidato!»

O presidente da Assembleia Geral do Sporting anunciou, esta segunda-feira à noite, que vai concorrer à presidência do clube de Alvalade. «Hoje posso dizer que sou», revelou Dias Ferreira, quando questionado sobre se vai, ou não, candidatar-se à liderança dos leões. As eleições estão marcadas para 26 de Março.

O anúncio ocorreu na SIC-Notícias, no dia em que os órgãos sociais se demitiram, na sequência da resignação do presidente José Eduardo Bettencourt.

A decisão implica que Dias Ferreira deixe a presidência da Assembleia Geral leonina, entregando a responsabilidade da condução do processo eleitoral ao 'vice' Paulo Abreu.

As eleições, com vista à sucessão de José Eduardo Bettencourt, estão marcadas para 26 de Março.

Sporting: Valdés falha 'derby' mas não só; Yannick apto

Yannick Djaló trabalhou sem limitações, esta segunda-feira, e poderá voltar às opções de Paulo Sérgio, enquanto Jaime Valdés, que se lesionou em Olhão, tem pela frente uma paragem nunca inferior a 15 dias. Leões treinam novamente esta terça-feira (10h00, na Academia), preparando a deslocação a Glasgow.
De acordo com o boletim clínico divulgado no site do clube leonino, o médio chileno «sofreu um estiramento violento do músculo adutor direito», que obrigou à sua substituição ainda na primeira parte do jogo diante do Olhanense, e submete-se agora a tratamento. A lesão poderá afastar Valdés «do programa regular de treino por um período não inferior a 15 dias».

Quanto a ao argentino Grimi, que se queixou da coxa esquerda durante o aquecimento para o encontro do passado sábado, «será reavaliado esta terça-feira e ponderada a eventualidade de treinar integrado na equipa».

O treinador Paulo Sérgio volta a ensaiar o plantel esta terça-feira, às 10 horas, na Academia, preparando à porta fechada o jogo de quinta-feira com o Rangers, em Glasgow. Uma partida da primeira mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa.

13/02/2011

Novo look do blog

Caros Leitores, eu, administrador do blogue, tenho tido muito pouco tempo para actualizar o Ti Amo Sporting, e os resultados desportivos não tem ajudado. Isto contribuiu e muito para a minha falta de interesse no blog... Mas hoje, decide mudar o look do blog, a ver se isto me incentiva... a crise está por aí...


Bem, espero que gostem, Saudações Leoninas,
Adm do blogue.


11/02/2011

Paulo Sérgio confessa que saída de Costinha "abalou o grupo"

O despedimento de Costinha provocou um sentimento de tristeza no balneário do Sporting, de acordo com o treinador Paulo Sérgio que, esta sexta-feira, confessou que a saída do dirigente "abalou" o grupo que comanda.

Paulo Sérgio não tem dúvidas de que o despedimento de Costinha do cargo de director para o futebol profissional do Sporting "abalou" o plantel que dirige.

Esta sexta-feira, durante a antevisão do encontro de amanhã com o Olhanense, a contar para a 19ª Jornada da Liga Zon Sagres, o técnico leonino considerou que a saída de Costinha "foi muito sentida pelo grupo".

"Foi uma saída muito sentida por nós, porque o Costinha era uma pessoa muito próxima de nós, com uma enorme vontade de fazer bem ao grupo e foi sempre solidário com o grupo. Se mais não fez foi porque não pôde e isso abala o grupo porque sai um de nós. Abalou-nos um pouco e gostaríamos que ele estivesse aqui connosco. Como tal temos que andar para a frente e o grupo tem que se motivar. Amanhã em Olhão queremos dedicar-lhe a vitória", afirmou Paulo Sérgio.

Questionado, uma vez mais, sobre se sente condições para continuar a comandar um "leão" em crise desportiva e a atravessar mais uma época sofrível, o treinador reafirmou que irá "continuar a trabalhar".

"Não vou lamentar-me nunca de nada. Tem sido uma grande experiência, com muitas dificuldades, mas vou continuar a trabalhar", assegurou, admitindo alguma "ilusão" aquando da sua chegada a Alvalade.

"Aquando da minha vinda criou-se uma ilusão muito grande. Perguntaram-se se o objectivo seria reduzir os 26 pontos que nos separaram do líder na época anterior e eu respondi que chegava para ser campeão. Não sou ignorante, acreditava que tinha todas as condições e mais algumas para o fazer, mas tal não se verificou", lamentou.

"Nunca diria que não a um convite do Sporting. Seria ser ingrato, mas poderia ter-me preparado de outra maneira e poderia ter sido mais útil e ajudado de outra forma e contribuir para não passarmos pelo que temos passado", rematou.

Quanto ao encontro no Algarve (21h15), Paulo Sérgio pediu concentração aos seus jogadores para enfrentar um Olhanense que "não perde pontos em casa".

"Espero sempre muito dos meus jogadores. Acredito que vamos fazer um bom jogo, como sempre. Temos que ser concentrada porque o Olhanense não perde pontos em casa. Temos que ter humildade para deixar tudo em casa e sair de lá com os três pontos", apelou.

Couceiro nega "qualquer tipo choque" com Costinha

José Couceiro negou que tenha surgido qualquer problema institucional entre si e Costinha, que foi despedido na última quarta-feira do cargo de director do futebol profissional do Sporting.

Em conferência de imprensa realizada em Alcochete, o director-geral do futebol dos "leões" aproveitou, no entanto, para desmentir que o ex-dirigente tenha estado afastado do processo de venda de Liedson ao Corinthians.

"Há questões que não são para comentar em público mas todos soubemos da situação na mesma altura. Está consumada e não adianta apontar responsabilidades. É uma decisão colectiva do Sporting", afirmou o "homem-forte" do futebol do Sporting.

"Nunca tive qualquer tipo choque com o Costinha tanto a nível pessoal como profissional. Lamento que esta situação tenha acontecido", assegurou Couceiro, que revelou, ainda, que terá agora que "estar mais perto do grupo".

Esclarecido o tema em torno da saída de Costinha, o dirigente "verde-e-branco" debruçou-se rapidamente sobre o regresso de Izmailov, afiançando que a possibilidade do russo ser reintegrado no plantel "começou no início de Janeiro".

Desta forma, e "para más interpretações ou datas coincidentes preferimos esclarecer toda a situação. O Costinha estava a par de todo o processo e nesta altura há uma base de entendimento entre o Sporting para resolver todos os assuntos pendentes", salientou Couceiro.

10/02/2011

Braz da Silva confirma desistência de candidatura ao Sporting

Recorde-se que, num pequeno-almoço mantido com jornalistas na passada sexta-feira, Braz da Silva assegurou que iria até ao fim com a candidatura: "Vou a eleições e não tenho medo de eleições. As eleições servem para que os sócios decidam qual o melhor projecto".

José Braz da Silva confirmou, esta quinta-feira, em conferência de imprensa realizada em Lisboa, que não irá avançar com a candidatura à presidência do Sporting, depois de ter sido o primeiro nome a surgir rumo às eleições marcadas para 26 de Março.

Na sequência da demissão de José Eduardo Bettencourt, o presidente do Grupo Finertec iniciou diligências tendo em vista a apresentação de uma candidatura, que não chegou a ser oficializada e não o irá ser, como sublinhou o empresário.

"Não quero, como não querem os que me acompanham, outra coisa que não seja servir o Sporting num momento difícil, mas parece que, contra o que se podia julgar, afinal não é preciso. É por isso que não serei candidato", começou por justificar Braz da Silva, numa unidade hoteleira da capital.

De seguida, o candidato a candidato a presidente dos "leões" prosseguiu: "Não é possível sermos campeões se mantivermos este estado de guerrilha. Hoje, eu tenho de dar razão a Bettencourt. Acho que os sportinguistas ficam com uma dívida imensa para ele".

Sobre o seu projecto, Braz da Silva limitou-se a revelar que já "tinha um acordo com um dos melhores treinadores do Mundo" e, quanto à sua posição face ao acto eleitoral que irá decorrer em Alvalade, explicou que, por ora, não apoia "candidatos, mas sim projectos".

As eleições no Sporting estão, por isso, entre avanços e recuos. Braz da Silva abandona, Bruno de Carvalho mantém-se na luta, Godinho Lopes está preparado para avançar, enquanto que Zeferino Boal mantém a dúvida sobre a possibilidade de ir a votos.

Eleições Sporting: Zeferino Boal deve avançar na próxima semana

As eleições no Sporting estão entre avanços e recuos. Braz da Silva abandona, Bruno de Carvalho mantém-se na luta, Godinho Lopes está preparado para avançar, enquanto que Zeferino Boal mantém a dúvida sobre a possibilidade de ir a votos.

Zeferino Boal pode ser o senhor que se segue a preparar uma candidatura às eleições no Sporting, agendadas para 26 de Março.

Consultor de 48 anos, accionista da SAD e ex-dirigente do Sporting nas direcções Jorge Gonçalves e de Sousa Cintra, fundador da claque Juventude Leonina, ex-dirigente da Associação Portuguesa dos Árbitros de Futebol (APAF) e reformado da Força Aérea, irá formalizar a sua candidatura no decorrer da próxima semana.

Zeferino Boal ainda não se assume candidato, mas, em entrevista a Bola Branca, garante ter um projecto para o emblema de Alvalade, que apresentará na próxima quarta-feira, dia 16 de Fevereiro.

"Temos um mês para nos podermos apresentar a votos com apoios e até com o afastamento de outras listas. É prematuro, nesta altura, qualquer outro sócio dizer 'eu sou candidato' e fechar o processo. Este é um processo dinâmico e os apoios, sejam de Portugal ou de Angola, não são exclusivos de ninguém", começa por dizer.

Sem pressas, Boal esclarece que só avança na próxima semana por uma "questão de respeito" em relação aos actuais órgãos sociais, que apenas formalizam a respectiva demissão na próxima segunda-feira.

Seja como for, Zeferino Boal defende uma rotura com o passado recente.

"Uma das razões para só apresentarmos isto na quarta-feira é uma questão de respeito pela dignidade de quem está em funções. Não faço considerações sobre outros projectos porque o grupo que encabeço está disponível para dialogar seja com quem for", remata.

Paulo Andrade deseja que investidores de Braz da Silva apoiem o Sporting

As eleições no Sporting estão entre avanços e recuos. Braz da Silva abandona, Bruno de Carvalho mantém-se na luta, Godinho Lopes está preparado para avançar, enquanto que Zeferino Boal mantém a dúvida sobre a possibilidade de ir a votos.

Paulo Andrade, antigo dirigente do Sporting na direcção de Dias da Cunha, revela em Bola Branca que teve uma conversa com José Braz da Silva, para conhecer o teor do seu projecto.

Nesta entrevista, Paulo Andrade afirma esperar que os sócios que o presidente do Grupo Finertec disse estarem disponíveis para injectarem dinheiro em Alvalade possam no futuro estar disponíveis para, nos mesmos moldes, ajudarem a lista que sair vencedora do acto eleitoral.

"Numa conversa com o Dr. Braz da Silva, explicou-me qual o seu projecto. É frequente aparecerem candidatos, no Sporting, que depois não avançam na fase final, mas ainda haverá candidaturas que irão surgir. Espero é que aquele grupo de sócios que ele disse que tinha para investir num fundo do Sporting não deixe de colaborar com a lista vencedora", começa por apelar.

Paulo Andrade reconhece que, a partir deste momento a lista de Godinho Lopes, está bem colocada, desde logo, tendo em conta os nomes credíveis que a integram e apoiam.

"Tem uma lista bastante forte, ao que tudo indica e estou com grande expectativa para saber quais as suas ideias. Estamos num momento em que as pessoas têm que apresentar projectos consistentes. Quando esse projecto vier a público, logo verei o que acho dele. Se é credível? Claro que é, como todos os que se têm apresentado, que são sócios do Sporting, com um grande amor ao clube", salienta.

Revolta

Vi esta mensagem no nosso blog no facebook e não resisti...

"

A Sportinveste Multimédia SA "mandou" o YouTube fechar a conta de GVMX, não se sabe bem porquê. GVMX é um Sportinguista ferrenho desde que nasceu e tinha no seu canal You Tube vídeos de apoio ao Sporting. Eram obviamente feitos por carolice, não recebendo por eles qualquer remuneração.

Os filmes feitos "por amor" ao verde eram de enormíssima qualidade, por todos reconhecida.

Peço uma "onda verde! de mails a dita empresa, a protestar e a pedir a reabertura da conta.

O email para o qual dirigir os mails é o seguinte:

contacto@sportmultimedia.pt

Vá lá.... Façam um esforço!!! è por uma boa causa, Verde! Se calhar, se GVMX fosse do Benfica, nem se queixavam....

Obrigada a todos"



Então foi ao meu email e mandei isto...

"Venho por este meio demonstrar o meu repudio pelo facto da conta do

GVMX ter sido mandada encerrar por vós, os videos eram belissimos e incentivavam os adeptos a esquecer os maus momentos que o Sporting tem tido nos ultimos 2 anos. Em vez de o mandarem encerrar, deviam era contrata-los pois põe a vossa equipa num saco. Estou me a conter nas palavras pois doi ver quem governa o Sporting a ferir os seus adeptos e sempre a dar tiros nos pés, não se esqueçam que voçês neste momento SÃO A VERGONHA DA NOSSA CARA!"


Estou tão parvo com o rumo que o nosso clube leva, que nem sei o que dizer...

Sporting Sempre

09/02/2011

Costinha despedido do Sporting

Costinha foi demitido, esta quarta-feira, do cargo de director do futebol profissional dos "leões". Em causa, as declarações do dirigente, em entrevista à SportTV, colocando em causa a gestão da SAD quanto ao dossier do futebol. Ainda esta tarde, o Sporting vai anunciar a decisão oficial em comunicado.

Costinha foi despedido do cargo de director de futebol profissional do Sporting, esta quarta-feira, na sequência das declarações prestadas numa entrevista concedida na noite de segunda-feira à SportTV, na qual criticou duramente as opções estratégicas da SAD leonina no seio do futebol.

Tal como Bola Branca anunciou, ontem, a continuidade de Costinha na estrutura do futebol profissional estaria por horas, cenário que se veio a confirmar já hoje, estando a SAD do Sporting prestes a emitir um comunicado a oficializar a saída do dirigente.

O agora ex-director do futebol do Sporting catalogou de "ruinoso" o negócio Liedson, lamentando por outro lado, ser apontado pelos adeptos como um dos principais responsáveis pela crise leonina.

Os actuais administradores da SAD revelaram desconforto pelo que foi dito mas, tendo Costinha resolvido falar, também pelo que foi omitido.

Por exemplo, no caso Trezeguet, que disse terem faltado um pouco mais de 100 mil Euros para a sua contratação, é, segundo uma fonte de Bola Branca, um valor falso, mas mesmo que fosse verdadeiro, não haveria problema, caso não avalizasse a contratação de Tales de Souza, que anualmente ganha bem mais do que isso, não tendo sequer um minuto de competição.

Godinho Lopes é candidato ao Sporting. Abrantes Mendes disputado

Godinho Lopes é candidato, juntando-se a José Braz da Silva e Bruno Carvalho na corrida às eleições do Sporting, que na próxima segunda-feira, após a demissão em bloco dos órgãos sociais, serão oficialmente marcadas para 26 de Março. Entretanto, Sérgio Abrantes Mendes é um dos nomes mais disputados pelos candidatos.

O antigo vice-presidente do Sporting, Luís Godinho Lopes, vai anunciar em breve a sua candidatura à presidência do clube, após concluir a ronda de conversas e negociações com uma série de sensibilidades do clube.

Godinho Lopes foi vice-presidente para a área do património, cargo que partilhou com o de presidente da empresa Estádio de Alvalade Século XXI, que viabilizou o projecto de construção do novo estádio.

Certo é que Sérgio Abrantes Mendes é um dos nomes mais disputados, tanto por Godinho Lopes, como por Bruno Carvalho e, ainda José Braz da Silva, os candidatos assumidos.

Abrantes Mendes, derrotado em 2006 por Filipe Soares Franco, janta esta noite com Braz da Silva, antes de reunir com Godinho Lopes na próxima segunda-feira.

Ouvido por Bola Branca, Abrantes Mendes confirma os encontros, mas nega que já tenha uma decisão tomada.

"Eu costumo pensar pela minha cabeça, o que é um hábito terrível. Quererem empurrar-me para este ou aquele lado, mas isso não é para mim", começa por dizer.

Abrantes Mendes considera, portanto, que nem sequer faz questão de integrar nenhuma das listas. Sérgio Abrantes Mendes irá conversar com os candidatos, antes de tomar uma decisão.

"Se me rever minimamente numa candidatura, não tenho problemas em abdicar e avanço com a lista que melhores garantias oferece", prossegue.

Quanto ao actual momento, Abrantes Mendes diz que não está surpreendido, sendo o Sporting, um clube "sem rei nem rock".

"As pessoas já se aperceberam que aquela casa está ao abandono e Costinha tem razão naquilo que diz, embora não o devesse ter dito publicamente", conclui.

Abrantes Mendes, recorde-se, foi um candidato derrotado por Filipe Soares Franco nas eleições de 2006, mas com aproximadamente um quarto dos votos.

Pereira Cristóvão coloca-se ao lado de Godinho Lopes


Godinho Lopes é candidato, junta-se a José Braz da Silva e Bruno Carvalho na corrida às eleições do Sporting, que na próxima segunda-feira, após a demissão em bloco dos órgãos sociais, serão oficialmente marcadas para 26 de Março.

Paulo Pereira Cristóvão, que perdeu de forma inapelável para José Eduardo Bettencourt nas eleições presidencias de 2009, já tem, como é fácil de perceber, uma decisão tomada.

Pereira Cristóvão está próximo de integrar a lista de Godinho Lopes porque, como diz numa indirecta a Braz da Silva, não acredita em quem vende sonhos.

"Já falei com muita gente durante este período e as conversas que tive foram transversais. Com uns concordo mais, com outros menos, mas respeito todos e, ainda mais, aqueles que querem desenvolver um projecto forte e sólido. O Sporting não precisa de quem venda sonhos mas sim de uma grande injecção de capital", afirma.

Pereira Cristóvão confessa, em Bola Branca, que acredita em projectos credíveis, não suportados em fundos milagreiros.

"Estarei sempre junto daqueles que tenham um projecto credível, do qual não tenhamos que andar suportados em fundos e fundinhos e fundões, o que consubstancia milagres que, neste momento, não são uma solução crível para o Sporting", lamenta.

Finalmente, Paulo Pereira Cristóvão assume nesta entrevista a Bola Branca, ser uma possibilidade surgir numa lista como candidato a vice-presidente.

"Posso ajudar a cortar a relva do estádio ou ajudar o Paulinho a engomar camisolas", exemplifica, em tom irónico. "Ajudarei desde a mais humilde tarefa até à mais difícil, desde que esteja dentro das minhas capacidades", remata.

Sporting: Godinho Lopes deseja Juande Ramos para treinador

Segundo o 'Expresso', o treinador espanhol é uma das apostas de Godinho Lopes, que 'avança' ainda com Rogério Alves (Assembleia Geral) e Carlos Barbosa (Conselho Fiscal). De acordo com a edição 'on-line' do semanário, as listas estarão quase definidas. Só falta o anúncio da candidatura do ex-'vice' de Dias da Cunha!

Godinho Lopes, antigo vice-presidente de Dias da Cunha, continua a estudar a melhor data para apresentar formalmente a sua candidatura à presidência do Sporting. Todavia, segundo a edição 'on-line' do semanário 'Expresso', já tem quase concluídas as listas que irão a sufrágio a 26 de Março.

Rogério Alves, antigo bastonário da Ordem dos Advogados e líder da Assembleia Geral da SAD, pode apresentar-se como presidente da mesa da Assembleia Geral do clube. Já Carlos Barbosa, presidente do Automóvel Clube de Portugal, é uma forte hipótese para o Conselho Fiscal. No final desta semana haverá uma reunião decisiva que pode confirmar ambos, escreve o 'Expresso'.

Mas as novidades não ficam por aqui. Paulo Pereira Cristóvão, candidato derrotado por José Eduardo Bettencourt nas últimas eleições, deverá ficar com o pelouro do Património, enquanto Isabel Trigo Mira, vice-presidente na direcção de Dias da Cunha responsável pelos Núcleos, é pretendida para o cargo de 'provedor dos sócios'.

José Nobre Guedes, actual vice-presidente das Finanças e administrador da SAD leonina, manterá o cargo ao fazer parte da nova lista.

Garante ainda que Godinho Lopes contará com a presença de elementos da Associação de Adeptos Leoninos, nas listas para os Conselhos Directivo, Fiscal e Leonino.

Em relação ao futebol, o jornal confirma dois nomes avançados no sábado: Luís Duque e Carlos Freitas. Quanto a treinadores, apesar de serem hipóteses muito remotas, lê-se, e que só em Março poderão ou não confirmar-se, o espanhol Juande Ramos e o argentino José Pekerman já foram falados.

08/02/2011

Sporting: Dias Ferreira 'não confirma... nem desmente' candidatura

Apesar de «preocupado», o presidente da Assembleia Geral diz 'nim' a uma candidatura, dada como certa esta terça-feira. Bola Branca procurou, entretanto, junto de Beto Acosta uma reacção ao actual momento leonino. O antigo avançado argentino do Sporting afirma-se... «angustiado!»

O actual presidente da mesa da Assembleia-Geral do Sporting, Dias Ferreira, prepara-se, segundo a Agência LUSA, para avançar com uma candidatura à presidência do Sporting.

Apesar desse desejo, só após o dia 14 de Fevereiro será tomada posição oficial.

Fonte ligada à candidatura, revelou à LUSA, a intenção de Dias Ferreira: "Um conjunto de pessoas ligadas ao Sporting entende que a situação é muito complicada. Dias Ferreira entende a delicadeza do momento do Sporting e a urgência de encontrar soluções desportivas e financeiras dignas de um candidato ao título e de uma potência europeia. Mas só tomará posição oficial depois do dia 14".

À Renascença, Dias Ferreira não fechou a porta a uma possível candidatura mas referiu que «só após o dia 14 de Fevereiro» será tomada posição oficial.

Dias Ferreira é um dos sportinguistas mais preocupados com o futuro do clube, mas diz «não saber de que forma poderá ajudar», nesta fase.

O líder da mesa da AG leonina não ficou, por outro lado, agradado com a entrevista concedida ontem por Costinha à SportTV. E afirma tratar-se de uma «conversa já inserida no âmbito das eleições», que se aproximam.

Mas não é só por cá que o momento do Sporting gera apreensão. Alberto Acosta, antigo goleador leonino, vê com «angústia a situação que o clube atravessa...» Formulando o desejo, a partir da Argentina, de que tudo possa melhorar, Acosta não deixa de ressalvar que «esta crise não é de agora, tem uma origem institucional e lesa o Sporting desportivamente...»

A saída de Liedson, observada como «ruinosa» por Costinha, na entrevista à SportTV, é desdramatizada por Acosta. O argentino reconhece a marca que o ‘Levezinho’ deixou em Alvalade, mas «há ciclos que têm de se fechar...» Importante é encontrar alguém que, «rapidamente, faça esquecer Liedson...», refere.

Notícia BB: Fim da linha para Costinha

Apurou Bola Branca que a sua continuidade no Sporting está por horas, quanto muito, por dias. O presidente demissionário, José Eduardo Bettencourt, regressa hoje do estrangeiro, pressionado pela necessidade de tomar uma decisão.

Costinha está no fim da linha.
Apurou Bola Branca que a sua continuidade no Sporting está por horas, quanto muito, por dias.
O presidente demissionário, José Eduardo Bettencourt, regressa hoje do estrangeiro, com uma nova batata quente nas mãos, pressionado pela necessidade de tomar uma decisão, em face do que disse o dirigente em entrevista à Sport TV, colocando em causa a gestão da SAD.
O ainda director desportivo do Sporting catalogou de ruinoso o negócio Liedson, lamentando por outro lado, ser apontado pelos adeptos como um dos principais responsáveis pela crise leonina.
Os actuais administradores da SAD revelam desconforto pelo que foi dito, mas tendo Costinha resolvido falar, também pelo que foi omitido.
Por exemplo, no caso Trezeguet, que disse terem faltado um pouco mais de 100 mil euros para a sua contratação, é segundo uma fonte de Bola Branca, um valor falso, mas mesmo que fosse verdadeiro, não haveria problema, caso não avalizasse a contratação de Tales de Souza, que anualmente ganha bem mais do que isso, não tendo sequer um minuto de competição.

António Simões, que ontem esteve sentado ao lado de Costinha, que já foi director desportivo, considera que em Portugal não existe espaço para esse tipo de dirigente, em especial, se for um antigo jogador de futebol.
Simões enaltece a coragem que teve Costinha em denunciar este tipo de situações, mas não esquece outros exemplos, como Vítor Baía que deixou o FC Porto, como Rui Costa, que diz, tem poderes cada vez mais limitados no Benfica.

Carlos Janela, que ocupou idênticas funções no Sporting, que conhece o clube como poucos, percebe a opção de Costinha, em falar na praça pública dos problemas do clube, embora tivesse, em circunstâncias idênticas, optado por uma outra via.

Segundo Carlos Janela, a entrevista de Costinha tem que ser enquadrada no actual momento do clube, que diz ser o mais delicado da sua história, que pode afectar irremediavelmente o seu estatuto de grande.

Norton de Matos, que foi o primeiro director desportivo do Sporting e do futebol português, também partilha da opinião de António Simões, quanto à inexistência de cultura de dirigentes deste tipo e com estas funções.
Norton de Matos diz que o director desportivo serve, em Portugal, de almofada para os insucessos, em particular dos dirigentes não assalariados.

António Carlos Monteiro: "Câmara de Lisboa está a financiar o Sporting"

O vereador do CDS-PP critica a actuação de António Costa neste processo com os leões.

Está instalada a polémica na vereação da Câmara de Lisboa, depois de ter sido revelada a intenção de pagar em dinheiro, a totalidade dos 18 milhões de euros que deve ao Sporting, isto depois de não ter chegado a acordo quanto ao valor atribuído aos imóveis que deveria entregar para reabilitação.
António Carlos Monteiro, vereador CDS-PP na Câmara Municipal de Lisboa, critica a opção de António Costa, que diz, está basicamente a financiar o Sporting.

Mas mais, segundo António Carlos Monteiro, a edilidade devia ser mais prudente e aguardar pelo fim do processo eleitoral do Sporting para resolver esta questão.

Segundo a proposta, 6 dos 18 milhões de euros deverão ser pagos ao Sporting ainda este ano (um milhão em Fevereiro e o restante em Julho).

Cristiano marca na vitória do Sporting frente ao 1º de Agosto

O Sporting venceu o 1º de Agosto, em jogo-treino, por 2-0, com Cristiano a 'estrear-se' a marcar com a camisola dos leões.
No treino desta manhã, na Academia de Alcochete, o Sporting realizou um jogo-treino com o 1º de Agosto, tendo derrotado a equipa angolana por 2-0.

Cristiano 'estreou-se' a marcar com a camisola do Sporting. Tales de Sousa foi o autor do outro golo dos leões.

No jogo-treino, Paulo Sérgio não pode contar com os internacionais Rui Patrício, João Pereira, Hélder Postiga e Cédric Soares nem com Yannick Djaló, que continua a fazer treino condicionado, e Izmailov, a realiazar palno de trabalho individual.

O Sporting volta a treinar esta quarta-feira, pelas 10 horas, na Academia, numa sessão fechada à comunicação social e adeptos.

Costinha: «Não entendo a saída de Liedson... Foi ruinoso»

Surpreendentemente, o director do futebol do leões revela que não concordou com a saída do 'Levezinho' para o Corinthians. Na SportTV, Costinha deixou vários lamentos e recados internos. «Couceiro vai resolver aquilo que eu resolvi, ou seja... nada», disse ainda. Ex-jogador e actual dirigente sportinguista 'abriu o livro'. Ouça aqui!
Costinha não queria a saída de Liedson do Sporting. O director do futebol dos leões disse que se tratou de uma decisão da administração da SAD e apenas teve conhecimento da hipótese de o 'Levezinho' sair já na parte final das negociações, com o Corinthians.

«Se o Sporting precisa de um ponta-de-lança, não entendo porque Liedson saiu. Soube apenas na parte final das negociações. Sei que foi embora e não entrou ninguém», referiu Costinha, durante uma entrevista na SportTV, esta segunda-feira à noite.

O dirigente levantou várias questões relacionadas com a saída do avançado brasileiro. «Se se lesionar um avançado, o Sporting vai ficar até ao final da época apenas com um outro. Ainda há coisas a disputar... A Liga Europa, o campeonato, apesar de estarmos a 10 pontos do Benfica temos de lutar até ao fim», disse Costinha, para quem a venda de Liedson «foi um negócio ruinoso... O Paulo Sérgio também soube na mesma altura que eu.»

«Há uma barreira financeira, que é importante. Toda a gente quer que façamos com tostões uma equipa de milhões. A verdade é que gastámos oito milhões e os nossos rivais gastaram 30 milhões. O Porto gastou em três [jogadores] o que gastamos em um», referiu sobre o mercado.

Surpreendente foram também as palavras sobre José Couceiro, contratado há pouco mais de um mês também para funções directivas no clube de Alvalade. «Conheço o José Couceiro há muito tempo e trata-se de uma excelente pessoa. Mas José Couceiro vai resolver aquilo que eu resolvi, ou seja... nada», afirmou Costinha, reconhecendo que «com Couceiro o meu poder diminui mas eu não amuo...»

«O Benfica ou o FC Porto querem comprar alguém e compram. O Sporting não consegue fazer isso», explicou, dando o exemplo de Trezeguet, com quem, assegurou, ter tudo acordado para vir para o Sporting no início da época.

O responsável leonino garantiu ainda que pretende manter-se no cargo, até os seus superiores no clube o desejarem. «Serei o último a sair do barco», disse, aproveitando ainda para esclarecer o valor que aufere no Sporting. «Cinco mil euros. Brutos», sublinhou.

Bruno de Carvalho promete «um fundo de 50 milhões e um pavilhão»

Presidente da Fundação Aragão Pinto, de 39 anos, promete 'devolver' um pavilhão ao Sporting. Como candidato à liderança dos leões, Bruno de Carvalho não deixa também de falar do futebol, manifestando preferência pela aposta na formação de jovens, através da Academia. E revela a intenção de criar um 'fundo de 50 milhões'.
Bruno de Carvalho é candidato à presidência e quer fazer do Sporting o clube com mais títulos na Europa. Aos 39 anos, licenciado em gestão e presidente da Fundação Aragão Pinto, Bruno Carvalho apresentou a sua 'intenção' esta segunda-feira, em Lisboa.

«A ideia é que o Sporting tem de continuar a assumir-se como maior potência desportiva nacional e uma das maiores europeias. Os sportinguistas têm um orgulho que não podem ter medo de assumir, de sermos clube de projecção mundial, porque temos pessoas que todos os dias conquistam títulos. Temos que assumir esse nosso estatuto. Assim, o pavilhão tem de ser mais que uma realidade falada, tem que ter possibilidade de avançar o mais rapidamente possível», referiu o candidato, prometendo um pavilhão para o clube.

Bruno de Carvalho falou mesmo do sonho de ver o Sporting «tornar-se o clube europeu com mais títulos», explicando que os leões «têm modalidades» que permitem tornar realidade o sonho.

Como candidato à liderança dos leões, Bruno de Carvalho não deixou de falar do futebol, manifestando preferência pela aposta na formação de jovens, através da Academia.

Para os jogadores, defende salários altos, mas só em caso de vitórias. «Temos de analisar a hipótese da implementação de contratos por objectivos, onde os nossos atletas percebam que vir para um clube como o Sporting pode ser agradável financeiramente, mas têm de corresponder para auferirem rendimentos máximos», apontou Bruno de Carvalho.

O empresário avançou por outro lado as ideias de um fundo para o futebol de 50 milhões de euros, e uma «velha glória» para dirigir aquele sector. Admitindo que estão em curso negociações e conversas, o gestor da área da construção civil, prometeu apresentar as listas para os órgãos sociais dos leões durante a campanha, assim como os parceiros para o referido fundo de investimento.

São ao todo 93 medidas para o que chamou de vontade de criar «um Sporting sem complexos...»

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Desenho Gráfico por Tiago Quinzereis | OFICIAL TI AMO SPORTING - WWW.TIAMOSPORTING.PT.VU | Desde 1 de Março de 2010